sexta-feira, 17 de novembro de 2017

ESTAMOS SEMPRE APRENDENDO




ESTAMOS SEMPRE APRENDENDO

 

PROSA E VERSO: Maneiras ou formas de expor o pensamento:

 

- PROSA – escrita normal, em linha reta compondo frases, parágrafos, capítulos, partes, etc...

- VERSO – escrita interrompida, usando a próxima linha, o verso, composição poética considerando a métrica das sílabas e o ritmo das frases, por isso não tão livre quanto a prosa.

 

GÊNEROS LITERÁRIOS, são quatro:

1-Histórico

2- Didático

3 - Narrativo

4 – Epístola

 

1- GÊNERO HISTÓRICO subdivide-se em: CRÔNICA - MEMÓRIAS - COMENTÁRIO - BIOGRAFIA - QUADRO HISTÓRICO - ROMANCE HISTÓRICO - HISTORIA - EFEMÉRIDES.

a.       CRÔNICA - traz uma reflexão crítica sobre assuntos do cotidiano. Pode não envolver personagens ou acontecimentos em si, mas é um gênero textual muito explorado. A crônica também pode trabalhar com humor, propondo uma análise crítica de alguma situação por meio da ironia. 

b.       MEMÓRIAS - fatos ligados ao autor escrito por ele mesmo, sendo o personagem principal.

c.       COMENTÁRIO - opinião escrita por quem assistiu os fatos.

d.       BIOGRÁFICO – fatos da vida de alguém.

e.       QUADRO HISTÓRICO – fatos importantes da vida de uma Nação.

f.        ROMANCE HISTÓRICO – mistura de fatos e personagens verdadeiros com fatos e personagens fictícios.

g.       HISTÓRIA – fatos naturais ou atos humanos que determinam a evolução da humanidade.

h.       EFEMÉRIDES (Anais - Décadas) exposição de fatos em ordem cronológica (dia- mês- ano ou décadas)

 

2- GÊNERO DIDÁTIDO subdivide-se em: DISSERTAÇÃO - CRÍTICA LITERÁRIA - TRATADO  

a.       DISSERTAÇÃO - breve composição que evidencia uma ideia concluída com a tese sobre mesma.

b.       CRÍTICA LITERÁRIA –  Análise, a interpretação e apreciação do mérito ou não de qualquer obra literária.

c.       TRATADO – expões princípios, leis, definições referentes às ciências e às artes.

 

3- GÊNERO NARRATIVO subdivide-se em: Romance, Fábula, Novela, Conto, Anedota, Apólogo, Parábola

 

a.       Romance – uma prosa que envolve a ficção, a história, com enredo sentimentais, psicológicos, científicos ou experimentais.

b.      Fábula – composição quando os animais são personagens pela ação, com fundo moralista.

c.       Novela – ficção com diálogos rápidos e narrativa direta, mas interrompida para prender o leitor para um próximo momento de leitura ou lazer.

d.      Conto O conto é uma narrativa curta, que envolve todos os elementos. A história trazida no conto deve ter início, meio e fim, e envolver um grupo específico de personagens, incluído aí também o narrador.
Os contos são excelentes opções para atividades que necessitem de uma narrativa que possa ser lida em sua totalidade, mesmo em tempo mais limitado. Isso é bom, pois não compromete a integridade da obra. Narrativa breve com poucos personagens, tendo nitidamente começo, meio e fim.

e.       Anedota – pequeno texto com intuito de despertar risos.

f.        Apólogo ­– texto usando objetos como personagens – não tão moralista.

g.       Parábola- Alegórica e moralista tem profundo ensinamento e caráter superior.

 

4- GÊNERO EPÍSTOLA - É uma carta sem assinatura, deixada por alguém que expressa opiniões, manifestos ou discussões sobre algo. Não necessariamente que seja editada.

A EPÍSTOLA contém:

a.       Ação – Tema

b.      Personagens – Personagem agente ou herói

c.       Maravilhoso – quando a carta pede intervenção de entidades sobrenaturais

d.      Proposição – Resumo do assunto

e.       Invocação – Invoca entidades espirituais

f.        Dedicatória – oferta da obra a alguém

g.       Narração – o texto em si

h.      Epílogo – conclusão do texto

 

 

O que é ORATÓRIA:

Aplicação do discurso para convencer e influenciar pessoas. Arte de bem dizer. Eloquência. Retórica.

 

Duas outras definições importantes na literatura são os estilos Épico e Lírico.

ÉPICO – composição de feitos históricos, de caráter lendário ou histórico de um povo.

LÍRICO – Escrita com expressões de sentimentos, emoções, estado da alma. Subjetivismo. O que invade o espirito. Maioria das vezes evidencia-se o emprego da primeira pessoa.

 

O ESTILO LÍRICO pode estar nas várias composições como: Acalanto – Hino – Ode - Canção- Soneto – Elegia – Acróstico - Poemas livres -  Versos livres ou métricos, rimados ou não.

a.       Acalanto – canção para ninar

b.      Hino - glorifica alguém, cidade, ou uma entidade.

c.       Ode – pequena composição poética, sóbria, severa e erudita.

d.      Canção – pequena composição popular, simples, expressiva, cujo tema pode ser qualquer assunto.

e.       Soneto- Poema composto com a forma fixa, precisa ter 14 versos - 2 quartetos, dois tercetos e última estrofe é forte – chamada ouro - pela sua importância e necessidade: essência da ideia.

f.        Elegia – Composição triste, melancólica. O epitáfio é um exemplo de elegia.

g.       Acróstico- origina-se da formação com letras iniciais de um nome de pessoas ou outros temas que despertem a ideia do acróstico. Ex Amor - Liberdade - Planejamento  

 

5- O GÊNERO PASTORIL: composições inspiradas na bucólica paisagem dos pastores, pescadores ou caçadores.  Sentimentos poéticos afins.

a. ÉCLOGAS – relativas ás atividades dos pastores, pescadores e caçadores

b. IDÍLIO -  Sentimentos do poeta sobre seu amor, em paisagens citadas.

 

Conteúdo apresentado por Janice Pavan na reunião da Aliflor – mês de outubro.

Fonte de pesquisa vários sites do Google.

 

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Posse de aliflorianos na ASAJOL

SOLENIDADE DE POSSE de Novos acadêmicos da ASAJOL-Academia São José de Letras em 28/09/2017. 

Presidente Rudney Otto Pfützenreuter

Na composição da mesa inclui-se Janice De Bittencourt Pavan - presidente da Aliflor , também representando a ACLA- Academia Catarinense de Letras e Artes, da qual é a tesoureira. 

Cerimonial do Vice-Presidente Roberto de Menezes. 

Acadêmicos empossados : Airton da Silveira Filho, Eloah W. Naschenweng,
Albertina Celina de Mattos, Maria Medianeira A. Mello,
Maria Eduarda F. Razzera, Ivonita di Concílio,
Deyse de Abreu Theodoro e Luis Antonio Cardoso.


Em 28/09 nós, os aliflorianos, prestigiamos a Posse de novos escritores na Solenidade promovida pela Academia São José de Letras, no auditório do Tribunal de Contas do Estado, sob a presidência de Rudney Otto Pfützenreuter, o cerimonial do Vice-presidente Roberto de Menezes e atividades auxiliares de Artêmio Zanon, o que nos cobriu de orgulho por poder prestigiar colegas literatos e, especialmente dois deles Airton da Silveira Filho e Ivonita di Concílio, membros da ALIFLOR- Associação Literária Florianopolitana, da qual sou presidente.
No cerimonial, os novos acadêmicos receberam o balandrau e as medalhas de seus padrinhos, um certificado de posse de membros que compunham a mesa principal e posteriormente trouxeram aos presentes o privilégio da comunicação discursando sobre suas trajetórias, intenções, aspirações na literatura e o benefício de estarem na missão de escrever assim como a satisfação de pertencerem a Academia São José de Letras.
Algumas Academias de Letras e Associações Literárias, da Grande Florianópolis, fizeram-se representar pelos seus presidentes, acadêmicos e membros associativos.
Após as falas do presidente e oradora da turma, os acadêmicos já empossados alinharam-se para o registro com foto e cumprimentos, seguido por um delicioso coquetel.
Ivonita di Concílio com seus familiares. 

Ivonita com seus colegas escritores aliflorianos,
exibe a tela que sua filha Ellen  em homenagem a ela.

Ivonita com sua netinha IRIS.

Prestigiaram o evento Teresa Brasil, Janice Pavan,
Lorena Chiaradia e Heralda Victor. 

Airton com Janice e seus pais Tânia e Airton.

Aliflorianos Janice Pavan, Heralda Victor, Ivonita di Concílio,
Suraya H. Maia, Teresa Brasil, Lorena Chiaradia e Rudney Otto.
Ausentes no clic Airton e Elena. 





Lançamento do livro "O Barbeiro do Salão Alvorada", de Heralda Victor em Araranguá












quarta-feira, 27 de setembro de 2017

Convite para a solenidade de posse da ASAJOL

ACADEMIA SÃO JOSÉ DE LETRAS
ASAJOL
Engrandecendo e Divulgando a
Expressão Literária de São José
CONVITE
As Confreiras e os Confrades da ACADEMIA SÃO JOSÉ DE LETRAS
sen􀆟r-se-ão honrados com a sua presença na Sessão Solene de Posse,
quando serão introduzidos no quadro de Efe􀆟vos da ASAJOL os
oito imortais dignamente eleitos:
Cadeira 8 - Eloah Westphalen Naschenweng
Cadeira 10 – Luiz Antônio Cardoso
Cadeira 11 – Deyse de Abreu Teodoro
Cadeira 13 – Ivonita Di Concilio
Cadeira 14 – Maria Medianeira Agos􀆟ni Mello
Cadeira 20 - Maria Eduarda Ferrão Razzera
Cadeira 28 – Alber􀆟na Celina de Ma􀆩os Chraim
Cadeira 31 – Airton da Silveira Filho
Data e horário: 28 de setembro de 2017, quinta-feira, às 19 horas.
Local: Auditório do Tribunal de Contas do Estado de Santa Catarina
Rua Bulcão Viana, 90 – Centro de Florianópolis
Rudney Otto Pfützenreuter
Presidente ASAJOL
(48) 3334.3445 / 99981.3542
rudneyop@gmail.com

Elena Lamego - medalhas e diploma



Maria Elena Lamego Mattos recebeu em uma solenidade da Academia de Letras do Brasil- no Rio de Janeiro, um diploma e medalhas pela sua atuação na Literatura e na arte de declamar. mais um registro bonito de nossas aliflorianas.

Janice Pavan com alunos em Porto Alegre



Em 22 de setembro a escritora e presidente da ALIFLOR Janice de Bittencourt Pavan esteve à convite no Colégio Germano de Bom Jesus em Porto Alegre, para conversar com alunos do 5º. Ano que haviam adquirido o livro de sua autoria LUZ NO JARDIM. Após leitura, as professoras trabalharam o mesmo fazendo teatrinho dos capítulos, proporcionando à convidada um momento maravilhoso e deveras incentivador à sua carreira de escritora. Recebeu homenagens dos alunos e das professoras, assim como apreciou encenações de dois capítulos: “A sentadinha” e “Troféu Sempre Alerta”.
Janice cantou a música “Balada da Caridade” que consta no enredo e foi muito aplaudida. Após muitos abraços, comoção e energias trocados os alunos retornaram às suas salas e Janice ficou autografando os exemplares adquiridos no primeiro bimestre do ano.
Os anjos citados na ficção estavam lá e deixaram muita energia boa de encantamento.
e corações cheios de gratidão, principalmente o meu. Rs .  

Janice de Bittencourt Pavan- 

Entrevistada Heralda Victor na Rádio de Araranguá.